domingo, 2 de setembro de 2012

Vagueiam mudos na calçada ardente
De alma despida,
Trazem gomos de chuva entre os dedos
E nos seus ventres correm rios de travo amargo.
Vencido o vento, vencido o sonho
Apenas braços ficam
Para lembrar o tempo em que as aves beijavam o outono.
Os seus rostos são incógnitas de um futuro ausente,
 Pálidos, rígidos, frios como a própria vida.
A sua marcha descreve um compasso insustentável,
Métrico e Louco.
No peito, framboesas.
E nos teus olhos, deixo parte de mim.

1 comentário:

M de música (:


MusicPlaylistView Profile
Create a playlist at MixPod.com
Ocorreu um erro neste dispositivo